Quarteto Fantástico, na matinê

Suzana e o Presidente

UBIRATAN BRASIL, O Estado de S.Paulo

17 Fevereiro 2013 | 02h07

11H45 NA CULTURA

Brasil, 1951. Direção de Ruggero Jacobbi, com Vera Nunes, Orlando Vilar, Jaime Barcelos, Leônidas da Silva.

Jovem interiorana, recém-chegada à cidade grande, apaixona-se por um jogador de futebol sem saber que ele é presidente da empresa onde trabalha. Comédia despretensiosa, portanto, agradável. Reprise, preto e branco, 67 min.

Quarteto Fantástico

13H55 NA GLOBO

(Fantastic Four). EUA, 2005. Direção de Tim Story, com Ioan Gruffudd, Michael Chiklis, Jessica Alba.

Depois de uma viagem espacial desastrosa, quatro astronautas ganham habilidades especiais e se transformam no Quarteto Fantástico. Mais uma versão para o cinema dos comics da Marvel, essa em grande estilo. Reprise, colorido, 123 min.

A Última Trama de Stalin

15 H NA CULTURA

(Stalin's Last Plot). França, 2009.

Direção de Philippe Saada.

Às vésperas de morrer, Stalin desencadeia campanha antissemita, tomando por pretexto o que ficou conhecido como 'complô dos médicos'. Reprise, colorido e preto e branco, 51 min.

Desejo de Liberdade

15H30 NA REDE BRASIL

(Between Strangers). EUA, Itália, 2002. Direção de Edoardo Ponti, com Klaus Maria Brandauer, Gérard Depardieu, Sophia Loren.

Três mulheres com passados diferentes e um presente marcado pela angústia. Uma delas sonha com a filha que abandonou; a outra é fotógrafa e acaba de ser premiada por seu trabalho; e a terceira é uma violoncelista. Filho de pais famosos (Sophia Loren e Carlo Ponti), Edoardo contou com um elenco estelar. O resultado, porém, não atingiu a mesma altura. Reprise, colorido, 95 min.

Lobisomem

22 H NA RECORD

(The Wolfman). EUA, 2010. Direção de Joe Johnston, com Benicio Del Toro, Anthony Hopkins, Emily Blunt.

Ao retornar para a casa do pai, jovem acaba se envolvendo numa investigação sobre violentas mortes que acontecem nas noites de lua cheia. Inédito, colorido, 125 min.

O Sangue

22H30 NA TV BRASIL

Portugal, 1989. Direção de Pedro Costa, com Pedro Hestnes, Nuno Ferreira, Ines de Medeiros, Luis Miguel Cintra. Dois irmãos moram em uma casa abandonada na periferia de Lisboa com o pai, apesar de seu temperamento e suas frequentes ausências de casa. Primeiro longa do diretor português Pedro Costa, autor de uma obra de difícil classificação, no limite entre ficção e documentário. Seus curtas e longas investigam a linguagem e os imigrantes de Cabo Verde na capital portuguesa. Inédito, preto e branco, 94 min.

Era Uma Vez na China

23 H NA REDE BRASIL

(Once Upon a Time in China). China, 1991. Direção de Tsui Kark, com Jet

Li, Simon Yan, Jackie Cheung.

Estrangeiros ameaçam a soberania da China e exploram as pessoas pelo comércio de ópio e trabalho escravo. Jet Li surge para defender a região, garantindo também a diversão. Reprise, colorido, 99 min.

O Mestre das Armas

23H45 NA GLOBO

(Fearless). EUA, 2006. Direção de Ronny Yu, com Jet Li, Betty Sun.

Após uma grande guerra, a China é dominada por estrangeiros. Decididos a acabar com a autoestima do povo, os novos governantes organizam um torneio com guerreiros de vários países para mostrar a superioridade dos estrangeiros. Pouco inspirador, apesar da presença de Jet Li. Reprise, colorido, 103 min.

Estação Polar Zebra

1H50 NA REDE BRASIL

(Ice Station Zebra). EUA, 1968. Direção de John Sturges, com Rock Hudson, Ernest Borgnine, Jim Brown.

Um satélite espião, com importantes informações, cai nas águas do Polo Norte mobilizando um submarino nuclear para uma perigosa missão de resgate que pode desencadear um conflito entre EUA e URSS. Grande diretor de westerns, Sturges garante a atenção, especialmente quando surge um espião no submarino. Reprise, colorido, 148 min.

Bianchetti

2H45 NA TV BRASIL

Brasil, 2010. Direção de Renato

Barbieri.

Glênio Bianchetti foi discípulo de Iberê Cavalcanti e, ao longo de 60 anos, desenvolveu uma obra singular do expressionismo brasileiro, manifestando seu humanismo por meio de uma pesquisa formal muito rica. Suas pinturas

e gravuras expõem o que há de ponta da invenção gráfico-pictórica. O documentário apresenta bem sua obra. Reprise, colorido, 52 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.