Quadro roubado de Portinari é recuperado

Uma denúncia anônima fez a polícia recuperar, na madrugado desta terça-feira, o quadro Preparando o Enterro na Rede, do pintor Candido Portinari (1903-1962), avaliado em R$ 2 milhões. A obra, um óleo sobre madeira, foi roubada no dia 24 de novembro da galeria Thomas Cohn, na avenida Europa, zona sul de São Paulo. Segundo as primeiras informações, o autor do roubo foi preso em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. De acordo com informações da TV Globo, o homem confessou o roubo e contou que quadro estava numa chácara abandonada na cidade de Cotia, também na região metropolitana. De acordo com a polícia, o assaltante que invadiu a galeria pediu exatamente a obra Preparando Enterro a Rede, que não estava exposta, o que indica que o roubo deve ter sido encomendado. Outros dois homens, que estavam em um carro, ajudaram no roubo. O quadro foi pintado em 1958 e tem 1,5 X 2,2 metros.Candido Portinari nasceu no dia 30 de dezembro de 1903, numa fazenda de café, em Brodósqui, no interior de São Paulo. Aos quinze anos, foi para o Rio. Em 1961, o pintor tem diversas recaídas da doença que o atacara em 1954 - a intoxicação pelas tintas. Morreu em 6 de fevereiro de 1962.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.