Quadro de Van Gogh é roubado de museu egípcio

'Flores de Papoula', do pintor holandês, foi cortado de sua moldura depois da abettura do museu

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2010 | 14h47

O quadro "Flores de Papoula", do pintor holandês Van Gogh, avaliado em US$ 50 milhões, foi roubado na manhã deste sábado do museu Mahmoud Khalil, no Cairo. A informação é do ministro da Cultura do Egito, Faruq Hosni. Segundo ele, o quadro foi cortado de sua moldura depois da abertura do museu.

Hosni disse que os empregados do museu, que também possui obras de Monet, Renoir e Degas, estão sendo questionados e que medidas foram tomadas nos aeroportos e portos para evitar que a pintura roubada deixe o país. As autoridades policiais estão revendo o vídeo de segurança do museu e procurando por digitais na cena do crime.

Segundo o site da internet do governo egípcio, esta pintura já foi roubada anteriormente e recuperada.

O Museu Mahmoud Khalil já foi um palácio de um parlamentar dos anos 30 de mesmo nome que possuía uma coleção de obras de arte. Segundo o governo, o conteúdo do museu está avaliado em cerca de US$ 7 bilhões. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
rouboVan Goghquadromuseu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.