Aly Song/Reuters
Aly Song/Reuters

Quadro de Picasso bate recorde em leilão na Suécia

Tela foi vendida por dois milhões de dólares na casa de leilões Bukowskis, que não informou a identidade do comprador

EFE

29 de abril de 2014 | 11h29

O quadro Paisagem Mediterrânea, do artista espanhol Pablo Picasso (1881-1973), se tornou nesta terça-feira, 29, a obra paisagística do pintor mais cara já vendida em um leilão de artes. A obra foi leiloada em Estocolmo por 13,25 milhões de coroas suecas (US$2 milhões).

A tela mede 81 por 130 centímetros, e foi pintada por Picasso em 1963, no sul da França. Paisagem Meditarrânea fazia parte da coleção privada da família Lindh, na qual também estão obras de Chagall, Léger e Utrillo. O preço de catálogo do quadro era entre 5 e 7 milhões de coroas suecas (760 e 1 milhão de dólares). A identidade do comprador não revelada.

China. Na segunda-feira, 28, a casa de leilões britânica Christie's vendeu um quadro do espanhol por US$1,74 milhões, em Xangai, na China. Tête de femme ("Cabeça de Mulher"), um óleo sobre tela pintado por Picasso em 1964, é um retrato de sua segunda mulher, Jacqueline Roque. Esse foi o segundo leilão envolvendo obras do pintor no país: o primeiro, em 2013, foi "Homme Assis" ("Homem Sentado"), vendido por US$1,8 milhões de dólares.

Tudo o que sabemos sobre:
Picasso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.