Divulgação
Divulgação

Quadro de Da Vinci é vendido por cerca de US$ 75 milhões

Venda aconteceu no ano passado, mas só agora foi confirmada pela casa Sotheby's

The New York Times

03 de março de 2014 | 20h03

Um quadro de Leonardo Da Vinci foi vendido no ano passado por mais de US$ 75 milhões. A informação foi revelada hoje pela Sotheby’s de Londres, responsável pela negociação.

O quadro, Salvator Mundi, pertenceu a um consórcio do qual faziam parte os negociantes Alexander Parish e Robert Simon, de Nova York. Parish descobriu a obra no início dos anos 2000, durante uma venda de espólio nos Estados Unidos.

A obra foi pintada em 1500 mas, durante boa parte do século 20, acreditou-se que seria de autoria de um dos artistas que trabalhavam no estúdio de Da Vinci. Nos últimos anos, no entanto, trabalhos de restauro atestaram que se trata de um quadro do próprio pintor, que teria pertencido ao Rei Charles I da Inglaterra.

A Sotheby’s não divulgou o valor exato da venda ou o nome do comprador – a negociação incluía uma cláusula de confidencialidade, mas foi confirmada após informações sobre ela terem chegado à imprensa no fim de semana.

Segundo o negociante de arte inglês Anthony Crichton-Stuart, trata-se de "um quadro troféu". "Apesar do estado de conservação não ser dos melhores, você não pode perder de vista de que se trata de uma obra de um dos maiores nomes da arte ocidental. E, nesse sentido, o preço me parece justo."

Tudo o que sabemos sobre:
Visuais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.