Jessica Martorell/ EFE
Jessica Martorell/ EFE

Quadro de Cézanne é arrematado por US$ 41,6 milhões em leilão da Sotheby's

Já o retrato 'L'Amazone', de Amedeo Modigliani, foi vendido por US$ 25,9 milhões

EFE

08 de maio de 2013 | 17h16

O quadro Les Pommes, do pintor francês Paul Cézanne, e o retrato L'Amazone, de Amedeo Modigliani, foram os principais destaques do primeiro dia do leilão de arte moderna e impressionista da Sotheby's, realizado na segunda-feira em Nova York.

O leilão, que marcava o início da temporada de primavera, também trazia obras de outros grandes artistas, como Auguste Rodin, Georges Braque, Pablo Picasso, Vincent Van Gogh e Claude Monet (1840-1926).

No entanto, o principal destaque do leilão foi mesmo o quadro de Cézanne, que, após uma disputa entre dois compradores anônimos, foi arrematado por US$ 37 milhões, embora o preço final, incluindo impostos e comissões, tenha sido de US$ 41,6 milhões.

"As diferentes perspectivas que esta pintura oferece faz com que você fique durante horas a contemplando", destacou à Agência Efe o especialista de arte impressionista de Sotheby's, David Normal.

A obra de Cézanne fazia parte da mostra de Alex e Elisabeth Lewyt, que reuniram uma das melhores coleções de arte do século XIX em Nova York, muitas das quais não haviam saído ao mercado em várias décadas.

Já o retrato L'Amazone, em que Modigliani da formas à elegante baronesa Marguerite de Hasse de Villers, foi leiloada por US$ 25,9 milhões. Segundo o especialista da Sotheby's, a força desta peça reside no olhar encantador da amazona, que posa com as mãos sobre a cintura e com um semblante desafiador.

Outro destaque do leilão foi a escultura Sylvette, de Pablo Picasso. Tida como a interpretação mais importante e complexa sobre a face humana realizada pelo artista espanhol, a peça foi arrematada por uma colecionadora por US$ 13,6 milhões.

"É uma combinação de pintura e escultura muito criativa, já que, se caminharmos ao seu redor, teremos oportunidade ver duas interpretações do rosto da mulher ao mesmo tempo", destacou o especialista da Sotheby's.

O início da temporada de leilões de primavera na 'Grande Maçã' também teve sua dose de solidariedade, já que os US$ 7,16 milhões arrecadados com o quadro Três Mulheres na Mesa Vermelha, de Fernand Léger - uma doação da cantora Madonna -, serão destinados ao financiamento dos estudos de meninas no Afeganistão, Paquistão e outros países.Os 71 lotes leiloados hoje fazem parte da primeira jornada de arte impressionista e moderna organizada pela Sotheby's, a qual será concluída nesta quarta-feira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.