Quadrinhos brasileiros conquistam Oriente Médio

Uma princesa das trevas, um faraó que viaja pelo tempo e um espadachim árabe da antiguidade estão entre os super-heróis de uma nova série de revistas em quadrinhos, Heróis do Oriente Médio - as primeiras produzidas especialmente para o Oriente Médio. Aya, Zein, Jalila e Rakan são alguns dos heróis da AK Comics, uma editora sediada no Egito cujas revistas são publicadas em árabe e inglês e desenhadas por artistas brasileiros.Um dos títulos da editora, Jalila, mostra uma heroína salvando vidas depois de 55 anos de guerra entre duas superpotências não especificadas. Outra, Rakan, conta as aventuras de um guerreiro solitário na Arábia e na Pérsia medieval.A arte destas histórias é feita por Rafael Albuquerque e Rafael Krass, artistas que são sócios de um estúdio em Porto Alegre e têm que fazer muita pesquisa para adaptar os seus desenhos aos costumes locais, muito diferentes dos brasileiros."Para mostrar a barriga das mulheres, por exemplo, que é supercomum no Brasil, lá eles têm uma certa reserva", contou Albuquerque à BBC Brasil. Outros detalhes, como o cenário das histórias, exigem pesquisas específicas sobre a arquitetura, por exemplo, da Pérsia Medieval.Mas Albuquerque disse que, ao mesmo tempo, é preciso desenhar as histórias em um certo estilo universal, já que a editora planeja lançar as revistas em outros lugares, além do Oriente Médio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.