Imagem Fábio Porchat
Colunista
Fábio Porchat
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Publicidade

Reunião dos apóstolos no ano 34 d.C. Um pano cobre uma estátua que está suspensa na parede. Tiago se levanta.

Fábio Porchat, O Estado de S. Paulo

24 de maio de 2015 | 03h00

Tiago – Bom gente, bom dia a todos. Depois de muito estudar o mercado, cheguei à conclusão de qual será o símbolo da nossa crença.

Pedro – Maravilha!

Tiago – Precisávamos de uma imagem forte, impactante, que despertasse o interesse do público. Na pastinha que vocês receberam tem alguns números em que me baseei para chegar a esse símbolo! (tira o pano e revela a imagem de Jesus pregado na cruz) E aí?

Reação negativa dos apóstolos.

Pedro – Que que é isso, Tiago?

Tiago – Jesus.

Mateus – Sim, mas é alguma brincadeira de mau gosto?

Tiago – Não, é a imagem do nosso salvador.

Pedro – Sim, morto, sofrendo e agonizando.

Mateus – Ele tá sangrando?

João (chora) – Meu Deus, só de lembrar agora... Foi uma morte tão horrível!

Mateus – Calma, João. (Para Tiago) Pô, tanta imagem em 33 anos de vida e é essa que você escolhe?

Pedro – Cobre isso, Tiago.

Tiago – Pera aí, gente. Eu acho que se formos pensar...

Pedro – Ninguém quer ver ninguém morto, Tiago. Você é doente? As pessoas querem ser felizes. Elas querem dar risada.

João (chorando) – Ele sofreu tanto.

Mateus (consolando João) – Vai dar tudo certo. Ele tá lá em cima agora, do lado do papai do céu.

João (choroso) – E do lado do Noé? Eu adoro Noé.

Mateus – Noé tá abraçado com ele, agora.

Pedro – Tem alguma outra opção?

Tiago – Não. Eu achei que essa era perfeita.

Pedro – Poxa, mas aí você me quebra, rapaz. A gente precisa entregar isso pra gráfica e botar nas ruas na semana que vem.

João (aos prantos) – Eu ainda não acredito que ele morreu!

Mateus (para João) – Vamos tomar uma água.

Miguel – Gente, vamos dar um crédito pro Tiago também. Ele é formado em Jerusalém, entende mais disso que a gente.

Mateus – É, a lenda da água em vinho foi ele que emplacou...

Tiago – Eu acredito que vai pegar.

Pedro (para Miguel) – Bom, ainda bem que Jesus não foi esquartejado, vai saber com o que ele ia me aparecer aqui. E aquela ideia que a gente tinha de Jesus abraçado com umas criancinhas?

Tiago – Então, eu pesquisei isso, mas tem uma burocracia enorme com o Juizado. A Vara da Infância e Juventude pediu a presença física de Jesus no cartório...

Pedro – Eu tenho um tio que trabalha lá que pode tentar resolver isso.

Tiago – E fora que a cruz tá na promoção, tá saindo seis por quatro e pra pagar as crianças de modelo é três vezes o preço da cruz.

Tiago – Vamos de cruz. A gente manda fazer só umas 50 imagens dessa como teste.

Pedro – Beleza, mas já vou te avisando, Tiago, você que vai entregar esse protótipo lá na carpintaria do José. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.