Psicóloga e nutricionista assessoram programa

Pessoas escolhidas a dedo para formar um grupo no qual as diferenças se acirrem com a convivência e mantidas, estrategicamente, com proventos mínimos que lhes permitam sobreviver, mas com muita fome. Essas foram as tarefas que, respectivamente, uma psicóloga e uma nutricionista tiveram de executar como consultoras do programa No Limite.Chefe do Serviço de Psicologia Aplicada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Denise Werneck, de 49 anos, foi a responsável pelo que a psicologia chama de "montagem de grupos produtivos": escolher pessoas de forma que, juntas, rendam o máximo para um determinado objetivo. No caso do programa, deveriam conseguir suportar situações adversas. Mas não só. Segundo o diretor-geral J.B. de Oliveira, o Boninho, os participantes deveriam "render como bons personagens". "Como se trata de um produto de voyeurismo, todos deveriam ter boas histórias para contar."O primeiro trabalho de Denise foi elaborar um questionário com 50 perguntas. Após analisar o material, ela pré-selecionou 24 pessoas. Em seguida, entrevistou os 12 escolhidos pela produção. "O que a equipe queria de mim era a possibilidade de prever o tipo de reação que eles teriam durante o programa", contou. Segundo ela, o grupo a ser montado teria um comportamento parecido com o de irmãos: unidos no dia-a-dia, não se acanham em agredir-se na hora de disputar uma partilha (um prêmio) ou o amor dos pais (o público).Denise informou ter excluído da brincadeira pessoas que se mostraram extremamente competivivas e violentas. Com o programa no ar, ela analisa o comportamento de cada grupo para o site da atração. Para ela, a primeira eliminada, Hilca, deve sentir-se uma privilegiada por ter sido excluída por uma questão de preparo físico e não por ter sido rejeitada pelo grupo. "Acho que o Marcus, se for excluído, sofrerá mais porque terá sido porque as pessoas não gostam dele", exemplificou a psicóloga, citando o carioca do grupo de Hilda que se mostrou muito autoconfiante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.