Protesto causa confusão na entrega do Prêmio APCA

A cerimônia de entrega dos prêmios da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), na noite desta terça-feira, foi marcada por uma confusão causada por um espectador que pulava e gritava durante o discurso do diretor de teatro José Celso Martinez Corrêa. Premiado como melhor diretor pela montagem de Os Sertões - A Luta 1, Zé Celso fazia um discurso de agradecimento ao seu estilo, cantando (?...vitória, vitória de nossa paixão... o teatro de São Paulo resiste..."), quando foi surpreendido pelos gritos do homem, que depois do incidente se indentificou como Edson Costa Duarte, professor-doutor da Unicamp. Ele não esclareceu o motivo de seu protesto.A intervenção irritou o ator Fúlvio Stefanini, que pedia a retirada do do espectador - que se limitava a gritar, sem dizer nada com nexo. Na confusão, o ator foi molhado por água jogada pelo manifestante. A atriz Fernanda Montenegro levantou-se de seu lugar e interveio, dizendo que não havia razão para a retirada do manifestante. Zé Celso, por sua vez, desceu do palco e abraçou o manifestante. Ao subir ao palco para receber o prêmio de melhor ator de TV por sua performance na novela Alma Gêmea, da TV Globo, Fúlvio Stefanini disse que defendeu a retirada por repudiar qualquer tipo de tumulto e confusão, mas que se redimia por causa de sua reação inadequada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.