Projetos ficam em fila de espera no SBT

Cristina Padiglione, cristina.padiglione@grupoestado.com.br, O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2010 | 00h00

Ao conversar com boa parte do elenco do SBT presente no lançamento do livro de Íris Abravanel, anteontem, o Estado constatou que as melhores intenções de festejar os 30 anos da emissora em 2011 ficarão no mínimo comprometidas pela crise no Grupo Silvio Santos. Embora o senso comum martele o mantra entoado pela própria Íris de que a emissora não será afetada, todo projeto encomendado para futuros planos na casa estão diante de sinal vermelho. Nessa fila estão novos programas ensaiados para Roberto Justus, Ratinho e Moacyr Franco, a quem o próprio Silvio Santos encomendou a criação de um novo seriado de humor, inspirado pelos tempos de Meu Cunhado.

Cadê papai? Werner Shünemann "morreu", mas o expediente em Passione, não: o ator gravou semana passada cena que vai ao ar hoje, em flashback narrado por Cauã Reymond, quando Danilo, já morador de rua (e bem vestido, repare na jaqueta intacta) aborda um motorista, sem saber que era o pai.

R$ 180 mil

é o custo por capítulo de Corações Feridos, novela de Íris Abravanel quase toda gravada e ainda sem data de estreia no SBT (na Globo, o custo vai a US$ 200 mil)

"Se precisasse, trabalharia de graça pro Silvio Santos," de Raul Gil, que chegou ao lançamento do livro de Íris Abravanel no final do evento, após gravar seu programa

Renato Aragão foi convidado a ir a Aparecida do Norte, ontem, sem saber bem o que faria lá. Deu de cara com câmeras prontas para registrar a cena-surpresa rumo ao especial de fim de ano que Jayme Monjardim dirige em tributo aos 50 anos de Didi, para o pacote de especiais de fim de ano da Globo.

Pelé, João Carlos Martins, Zezé Di Camargo, Luciano, Daniel e Sérgio Reis são algumas das personalidades que dão seus depoimentos em Nascemos Para Cantar, documentário que a Record produz sobre os 40 anos de carreira de Chitãozinho e Xororó.

Por obra do especial na Record, Chitão e Xororó são nomes vetados neste fim de ano da Globo, como manda prática antiga de concorrência - e atualmente só levada à risca pela própria Globo. O especial irá ao ar nas noites de 25 e 31 de dezembro.

E a Record grava até o dia 27 a adaptação de As Mãos de Meu Filho, de Érico Veríssimo, também para compor a agenda de edições extraordinárias de fim de ano.

A Supernanny Chris Poli prepara para o primeiro semestre de 2011 o quinto livro de autoajuda no quesito pais e filhos. A nova edição será direcionada a casais, sobre as dificuldades de se criar primeiro e segundo filho.

Embora RedeTV!, Globo e Record estejam se mexendo pela busca de séries internacionais, o SBT não pretende se abalar por tanto no momento, calçado que está em longo contrato com a Warner, o acordo entre SBT e Warner, assim como é o caso da Globo com Fox e Disney, assegura à emissora prioridade também na venda de longas-metragens do estúdio.

E a Sky promove nesta terça pré-estréia exclusiva na TV por assinatura do filme Homem de Ferro 2, estrelado por Robert Downey Jr.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.