Projeto sobre desenhos animados agita a Câmara

Um projeto polêmico envolvendo desenhos animados anda agitando a Câmara. Emissoras de TV, produtoras e deputados não chegam a um consenso com relação ao Projeto de Lei 1821/03, que pretende criar cotas na TV para a exibição de desenhos animados nacional.A proposta estabelece que as emissoras exibam inicialmente porcentuais mínimos graduais de animação nacional. No quinto ano de implementação da lei, 50% da programação de desenhos animados veiculados pelas emissoras de televisão de sinal aberto e fechado deverão ser produzidos no Brasil.As emissoras brasileiras alegam que não há produção nacional suficiente para isso e os produtores garantem ser impossível cumprir as cotas em pouco tempo.A idéia do projeto é incentivar a produção nacional, e dar opções ligadas à cultura brasileira aos telespectadores mirins.Entre os grandes opositores do projeto estão a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert) e a Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA). Ambas alegam que imposição não vai gerar produção. O projeto segue para votação na Câmara. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.