Projeto resgata tradicionais gafieiras em São Paulo

Projeto Sarambá reúne a cantora Carol Bezerra, Quinteto em Branco e Preto e integrantes da Banda Mantiqueira

Estadão.com.br,

29 Junho 2011 | 16h42

Os bailes para se dançar com rosto colado ao som de bandas cujo estilo musical faziam a alegria de gerações de 40, 50 anos atrás estão de volta a partir desta quinta-feira, 30. Essa é a ideia do projeto Sarambá, que pretende lançar a nova gafieira paulista, a partir das 22h30 no Estúdio Emme, casa da Vila Madalena, zona oeste de São Paulo. Sob o comando da cantora e atriz Carol Bezerra, Quinteto em Branco e Preto e integrantes da Banda Mantiqueira, a festa quer 'resgatar os diversos estilos musicais dançantes brasileiros que fizeram parte da cultura de diversas gerações, e foram esquecidos pelas mais jovens'.

 

 

 

 

No repertório sambas dançantes, sincopados da gafieira tradicional como Sarambá (J. Thomas e Duque 1930), Tem Francesa no Morro (Assis Valente 1932), Falsa Baiana (Geraldo Pereira 1944), Estatuto de Gafieira (Billy Blanco 1954), chegando aos mais recentes Influência do Jazz (Carlos Lyra) , Amor Até o Fim (Gilberto Gil), Bala por Bala (Magnu Sousá e Maurílio de Oliveira), entre outros clássicos e modernos.

A gafieira é o local onde se pratica a "dança de salão" e é, desde sua origem, uma manifestação genuinamente popular. Teve seu auge no centro da cidade do Rio de Janeiro e espalhou-se pelo país. Ritmos de raízes africanas, coreografia sincopada eram tradicionalmente tocados por cordas (cavaquinho e vários tipos de violões) e instrumentos de percussão. Por influência das orquestras americanas, em voga a partir da segunda guerra mundial, passaram a utilizar também instrumentos de sopro (trombones e trompetes) e, por influência do choro, apareceram a flauta e clarineta.

 

Serviço:

Estréia: 30 de junho

Temporada: 14 e 28/07, 11 e 25/08, 08 e 22/09, 13 e 27/10, 10 e 24/11 e 08/12

Local: Estúdio Emme

Endereço: Av. Pedroso de Moraes, 1036 - Pinheiros SP

Horário do show: 22h30

Horário de Abertura da Casa: 21h30

Censura: 18 anos

Preço: Antecipado R$ 30,00 na bilheteria, a partir das 20h00; na hora R$ 40,00

Informações e compra de ingressos: bilheterias do estudio Emme, de segunda a sábado das 15h00 às 20h00

Horário de atendimento: 15h00 às 20h00

Compra por telefone: 2626-5835

Compra pela internet: www.compreingressos. com

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.