Projeto remixa sons e imagens captados nas ruas de SP

Hoje, a partir das 21h, oito pessoas estarão em diferentes pontos de São Paulo munidas de laptops e celulares, transmitindo, ao vivo e em banda larga, imagens e sons dos ambientes por onde passarem. Essas transmissões serão recebidas pelos artistas Livio Tragtenberg, Wilson Sukorski e o VJ Téo Ponciano. Eles estarão no palco do Sesc Santana mixando tudo e projetando o resultado em três telões para o público. Trata-se do projeto "São Paulo Real Tempo", criado por Livio e Wilson, que usa os sons e imagens da cidade para fazer arte.

AE, Agência Estado

28 de abril de 2010 | 09h39

"Comparo o trabalho com uma Polaroid. O que chegar para nós será convertido para extrair uma poética da vida urbana", diz Tragtenberg. O artista não revela exatamente onde estarão as pessoas, mas adianta que serão filmados moradores de rua, bêbados, pedestres e o que mais passar por eles. Tragtenberg diz também que eles entrarão num prostíbulo e transmitirão lá de dentro. Outros laptops ficarão no alto de prédios e também pelas periferias da capital.

"A ideia é usar essas imagens e sons como matéria-prima para fazer uma grande jam session urbana. Tudo será improvisado ao vivo". Além de mixar o resultado, eles também irão tocar guitarra, saxofone e clarone ao vivo. As informações são do Jornal da Tarde.

São Paulo Real Tempo. Hoje, às 21h, no Sesc Santana. Av. Luiz Dumont Villares, 579. R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia) e R$ 2 (sócios). 18 anos. 349 lugares.

90 minutos. www.sescsp.org.br

Mais conteúdo sobre:
culturaSesc Santana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.