Luiz Braga
Luiz Braga

Projeto Noite das Ideias promove debates online em 103 países

Organizado por instituições francesas, o Noite de Ideias será, no Brasil. nesta quinta, 28, das 19h às 23h; e tem Patti Smith na programação americana

Redação, O Estado de S. Paulo

28 de janeiro de 2021 | 15h34

Mais próximos! é o tema do projeto Noite de Ideias que está sendo realizado nesta quinta, 28, simultaneamente em 103 países ao redor do mundo. Esta é a segunda edição no Brasil, e a programação local será das 19h às 23h e se desdobra em encontros, online, a partir de três cidades: Brasília, Belém e Porto Alegre. A organização, aqui, é da Embaixada da França no Brasil em parceria com o Institut Français de Paris, a Rede das Alianças Francesas no Brasil e outros parceiros.

Aberta ao público, com acesso gratuito e transmissão pela página do evento no Facebook ou pelo site www.debatesideias.com.br, a Noite das Ideias envolve debates e apresentações artísticas acerca da reflexão sobre como podemos nos aproximar uns dos outros e imaginar um futuro melhor, com espaços públicos e sociedades mais inclusivas e acolhedoras.

A programação internacional conta com nomes como Patti Smith, que participa com poemas e músicas da agenda americana às 20h30 (horário de Brasília) e muitas outras atrações. A lista dos eventos pode ser conferida no site do projeto.

Em Brasília, a abertura será com um debate sobre o tema Cidades e Proximidades reunindo Maria Fernanda Derntl, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília; Hervé Théry, professor de pós-graduação na Universidade de São Paulo; Michelle Cano, diretora geral da Revista Traços; e o músico Jean Tassy. Às 20h20, haverá uma programação artística com o grupo Teatro do Concreto.

Em Belém, um dos destaques será a mesa, também de abertura, intitulada Falar na Pan-Amazônica, com Úrsula Vidal, cineasta, ativista política e atualmente secretária  de Cultura do Estado do Pará; Edyr Augusto, um dos principais nomes da literatura contemporânea; e Christian Cécile, chefe do Departamento Carreiras Sociais do  Instituto Universitário de Tecnologia de Kourou, da Universidade da Guiana. Na programação artística, a apresentação das Suraras do Tapajós, grupo de carimbó nascido da Associação de Mulheres Indígenas Suraras do Tapajós, coletivo que combate diversos tipos de violência e racismo no território de Alter do Chão. 

Já em Porto Alegre, às 20h20, o tema será Identidades Culturais Transfronteiriças, com a participação de Xadalu, artista indígena com trabalhos reconhecidos no Brasil, Argentina, França, Itália e Alemanha; Lorena Maia Resende, arquiteta e urbanista; e Fabián Severo, escritor e professor de literatura e vencedor do Prêmio Nacional de Literatura do Uruguai em 2017.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.