Projeto leva dança e música a espaços públicos

A Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo criou um projeto que leva artistas dos corposestáveis do Teatro Municipal para realizarem apresentações emdiferentes pontos da cidade. O evento Teatro Municipal Visitanasceu com a intenção de levar a arte à população, para criar umvínculo entre comunidade e teatro. Na compreensão dosorganizadores, essa também é uma oportunidade de as pessoasassistirem a espetáculos de dança e música. Uma série de atividades deve ocupar espaços públicoscomo parques, bibliotecas, teatros e casas de cultura até o mêsde junho. "Esse é um presente que a cidade recebe: os quatrocantos da cidade serão ocupados com grupos de altíssimo nível",comenta o diretor artístico do projeto, o maestro Daniel Misiuk."O objetivo é levar os corpos estáveis aos bairros, paraapresentarem espetáculos de maneira didática, com o intuito deformar platéia. Por essa razão, tivemos o cuidado de distribuiros grupos a fim de que todos os teatros e centro culturaisfossem contemplados com música, dança e vozes." Para Misiuk o evento pretende desmistificar o TeatroMunicipal. "Muitas pessoas não conhecem o que realizamos dentrodo teatro, acreditam que é necessário ter um poder aquisitivoalto. Elas se esquecem que temos uma série de programas a preçospopulares e que a arte não precisa ter ares inatingíveis",observa. Os grupos são diferenciados - instrumentais, vozes,dança moderna entre outras - o que mostra a variedade do TeatroMunicipal. Grupos como o Balé da Cidade de São Paulo, QuartetoClássico, Quarteto Grave, Big Band, entre outros destaques, têma função de atrair o público, criar empatia e até mesmodespertar a atenção de novos talentos. "O repertório escolhido para ser apresentado mostra aversatilidade desses grupos, que podem navegar do estilo eruditoao popular", comenta o maestro. Um exemplo é o grupo Os 4Baixos, que abre o evento nesta quinta-feira à noite, no Teatro PauloEiró. O quarteto é formado pelos "vovôs" da orquestra,artistas mais experientes que levam ao palco o som doscontrabaixos. "Esses músicos levam às pessoas diferentes modosde tocar os instrumentos, até mesmo de uma maneira descontraída,como é tocado o jazz." O programa mantém um vínculo com as atividades do TeatroMunicipal, como a encenação de trechos da ópera Carmem, deBizet, interpretados por solista e piano no Teatro ArthurAzevedo, na Mooca. A peça foi recentemente encenada noMunicipal. Outra é João e Maria - alguns trechos da óperaserão exibidos no evento e em julho ela entrará na agenda do teatro."É fundamental que as pessoas tomem consciência de que os teatrosde bairro pertencem à população assim como o Municipal", diz. Serviço - Teatro Municipal Visita. Programação ocorredurante todo o mês de abril. Grátis. Quarta, às 20 horas, Os 4Baixos. Paulo Eiró (Av. Adolfo Pinheiro, 765, tel. 5546-0449);quinta, às 12 horas, A Voz Humana. Biblioteca Pública AlceuAmoroso Lima (R. Henrique Schaumann, 77, tel. 3082-5023); sexta,às 15 horas, Shakti. Centro Esportivo Teotônio Vilela (R. CarloClausetti, 19, Cohab Sapobemba, tel. 6919-4652); às 16 horas,Luz y Norte Musical. Biblioteca Infanto-Juvenil Viriato Corrêa(R. Sena Madureira, 298, tel. 5573-4017); sábado, às 14 horas,Escola Municipal de Bailado. Ginásio Darcy Reis (AvenidaGuilherme, 1.819, tel. 6909-0883; domingo, às 11 horas, Jaiz in4. Parque Luis Carlos Prestes (R. João Della Manna, 665.Rolinópolis).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.