Projeto de dança reúne 30 produções inéditas

Com 30 produções inéditas, começa nesta sexta-feira, e vai até dia 11, o Rumos Itaú Cultural Dança 2006-2007, um verdadeiro panorama da produção contemporânea brasileira. Mais do que uma mostra, uma maratona de espetáculos, vídeos, exposição de fotos, lançamento de livros e palestras. Esta terceira edição comprova ser a continuidade de um programa que dá frutos. Na última, em 2003, foram selecionados 14 espetáculos, este ano o número subiu para 25 coreografias, que foram distribuídas e serão apresentadas em três teatros - Sala Itaú, Teatro Gazeta e Sala Crisantempo. "Deixamos para os artistas escolherem o tipo de palco adequado para o seu trabalho Dessa forma, aqueles que precisam de palco italiano têm à disposição o Gazeta e aqueles que buscam outro palco podem lançar mão da Crisantempo. A sala de apresentações do Itaú ficou reservada para a abertura e para o encerramento do Rumos", explica a coordenadora do programa e gerente do Núcleo de Artes Cênicas do Itaú Cultural, Sonia Sobral. A mostra começa nesta sexta com o seminário Identidades e Mestiçagem, com o pesquisador Amadio Pinheiro e a crítica do jornal O Estado de S. Paulo, Helena Katz, e com a apresentação de E Eu Disse, com Letícia Sekito. O mapeamento e a curadoria são obra de um time eclético, profissionais de diferentes áreas e regiões: o coreógrafo Alejandro Ahmed (SC), o produtor Eduardo Bonito (RJ), o professor de teoria da dança Paulo Paixão (PA) e a professora e pesquisadora Adriana de Faria Gehres (PE). Leonel Brum (RJ) e a uruguaia Tamara Cubas ficaram responsáveis pela seleção dos trabalhos de videodança. "São pessoas que fazem a diferença nas regiões onde trabalham e tiveram o cuidado de escolher coreografias baseadas em experimentação e pesquisa, obras que expressam novas formas de pensar a dança." No caso da videodança, o Rumos teve um aumento de 70% nas inscrições. Foram escolhidos cinco trabalhos, porém todos selecionados fizeram um curso com David Hinton, cineasta premiado em Cannes. O público pode conferir uma retrospectiva do Rumos com a exposição de fotos de Gil Grossi. Já a coreógrafa Sigrid Nora lança o livro "Húmus 2", dia 10. A obra teve apoio do programa Rumos e reúne 17 textos de pesquisadores sobre o corpo e a dança. Programação: Hoje: 18 horas - Seminário Identidade e Mestiçagem, com Amadio Pinheiro e Helena Katz, na Sala Itaú Cultural (Av. Paulista, 149, tel. 2168-1776) 21 horas - E Eu Disse, com Letícia Sekito, na Sala Itaú Cultural Amanhã: 18 horas - Videodanças premiadas: Sensações Contrárias, FF, Fora de Campo, Jornada ao Umbigo do Mundo e Passagem, na Sala Itaú Cultural 20 horas - Degelo, Companhia Siameses, no Teatro Gazeta (Av. Paulista, 900, tel. 3253-4102) 20h40 - Espetáculo Bom de Quebrar, com Verônica de Moraes, no Teatro Gazeta 21h20 - Pequena Subversão, Valéria Valente, no Teatro Gazeta Domingo: 17 horas - Seminário Corpo e Metrópole, com Massimo Canevacci, professor de Antropologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Roma e diretor da Revista Avatar, na Sala Itaú Cultural 20 horas - Deslimites, com Clara Trigo no Teatro Gazeta 20h45 - OP1, com Lali Krotoszynski, no Teatro Gazeta 21h30 - Desmundos, com Luis Ferron, no Teatro Gazeta

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.