Projeção de clássicos para criar o mundo

É com o auxílio das clownescas aeromoças e do bufão outsider que Mastorna faz sua viagem. E é com a ajuda do próprio Fellini (foto abaixo)que a plateia embarca nessa jornada. Enquanto a realidade absurda se forma no palco, cenas de filmes do diretor italiano são projetados em uma tela. Clássicos como Amarcord e Casanova, entre outros, constroem o imaginário e as memórias de Mastorna. Fellini filmou como poucos as contradições da sociedade dividida entre a ordem e o caos, o autoritarismo e a liberdade, o desejo e o pecado. Em Il Viaggio, esses contrastes literalmente tomam forma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.