Programação ao vivo é a nova arma da Band

Com 14 horas de programação semanal ao vivo, a Band pretende investir em atrações mais populares para preencher sua grade. O autor das novidades - que deverão ser implantadas totalmente até o final do ano - é Rogério Gallo, diretor de criação da emissora, que há cerca de um mês iniciou uma verdadeira "revolução" na programação, extinguindo programas (Território Livre e Programa Silvia Poppovic) e prometendo muitas reformulações, que deverão ser concluídas até o final do ano. Ao anunciar os três novos programas da casa, Gallo fez questão de ressaltar que "popularizar" o canal, não significará "audiência a qualquer preço". "Estamos apenas no início de um processo de reformulação, que pretende reposicionar a Band com produtos mais atraentes. Queremos provar que é possível fazer uma TV popular e de qualidade. O que acontecerá no dia 4 será um ponto de partida, não de chegada", esclarece o diretor. E o ponto de partida a que se refere o diretor começa nesta segunda, às 8h30. Logo após a exibição do jornalístico Dia a Dia News, com Otávio Ceschi Jr., a emissora coloca no ar o Dia a Dia com Olga Bongiovanni, um programa com três horas e meia de duração e que, além de muito entretenimento, também contará com uma boa dose de jornalismo. "Vamos dar maior espaço para o talento da Olga, que é uma excelente profissional", elogia o diretor, lembrando que o programa, além de servir como prestação de serviços, também ganhará um aspecto fortemente jornalístico e platéia, assim como as demais atrações que estrearão no mesmo dia. "O Otávio fará entradas ao vivo no programa, trazendo novos boletins de notícias", acrescenta. Melhor da Tarde - Às 13 horas, entra em cena o trio formado por Astrid Fontenelle, Aparecida Liberato e Leão Lobo, para comandar o Melhor da Tarde até às 17 horas (entre 13 e 15 horas, o programa será transmitido apenas para São Paulo; depois, até às 17 horas, segue em rede nacional). Segundo Gallo, a diferença de personalidade entre os apresentadores é um dos principais ingredientes para que a atração dê certo. "Cada um tem um estilo diferente, mas que acaba funcionando muito bem em conjunto", salienta o diretor, lembrando que Astrid fica responsável pelo conteúdo jornalístico do programa; Leão pelas informações sobre a vida das celebridades, e Aparecida Liberato pelos estudos numerológicos dos convidados e telespectadores. Hora da verdade - Carregando no curriculum o histórico de um programa que até hoje é lembrado pelas baixarias ocorridas no palco, Márcia Goldsmith chegou à Band ao lado de Leão Lobo, com quem apresentava o Mulheres, na Gazeta. Seu novo programa, Hora da Verdade, deverá dar espaço para que o consumidor procure seus direitos, mas também mostrará dramas pessoais, assim como era feito no extinto Márcia, do SBT.Para Gallo, não há como impedir que os participantes se exaltem no palco, mas "baixar o nível" não está nos planos da emissora. "Não quero trazer de volta o Gigantes do Ringue, mas por ser um programa ao vivo, imprevistos podem acontecer", considerou. Já para a apresentadora, a se ocorrer pancadaria, a solução será tomar uma rápida providência. "Agirei de forma firme para evitar conflitos, mas se for necessário, terei de interferir pessoalmente", garante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.