Programa sobre ACM tem sinal cortado na Bahia

A TV Cultura virou protagonista, ontem, de mais um episódio controverso envolvendo a violação do painel do Senado. O programa Vitrine transmitia uma entrevista ao vivo com o jornalista Andrei Meireles, da revista IstoÉ, quando teve seu sinal cortado na Bahia. Meireles foi co-autor (com Mino Pedrosa) da reportagem que revelou a fita com a declaração do senador Antonio Carlos Magalhães de que ele teria tido acesso à lista com os votos da cassação de Luiz Estevão.Durante a transmissão da entrevista, o apresentador Marcelo Tas leu e-mails irados de telespectadores da TV Educativa da Bahia (afiliada da Rede Pública de Televisão), denunciando que a emissora tirara o programa do ar. Segundo o chefe de Programação da TVE Bahia, João Azevedo, houve congelamentos de imagem durante a entrevista por "problemas técnicos". "O sinal só saiu do ar das 23h51 à meia-noite, depois do programa." O Vitrine é exibido das 22h30 às 23h30. A Cultura, que investigou o assunto, nega problemas de transmissão do sinal gerado em São Paulo.Leia também: Polícia bate em quem pede punição ao senador Acusados prometem recorrer ao Supremo ACM e Jader acertam a "recomposição" Empresários vão mandar pizzas ao Congresso PPS diz que garante punição a ACM e Arruda Tropa de ACM não consegue mais atrasar Conselho de Ética Arruda tenta tirar voto do conselho O caminho da cassação Para entender a crise no Senado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.