Produtora documenta a vida brasileira

Com câmeras ágeis na mão e, na cabeça, a idéia de retratar e valorizar a cultura e o povo brasileiros, a produtora Grifa está há quatro anos no restrito mercado de documentários. Provavelmente a única produtora que trabalha exclusivamente com o gênero, na América Latina, justamente um dos lugares menos documentados do planeta, a parceria com a tevê tem rendido bons frutos, especialmente para os telespectadores. A lista de produções exibidas na televisão é extensa, desde Três Chapadas e Um Balão, na TV Cultura, há três anos, até o recente No Caminho da Expedição Langsdorff, no Discovery ou os primeiros episódios de Ao Sul da Paisagem, exibidos no final de 2000, na Directv. Os sócios e irmãos Maurício e Fernando Dias comandam o grupo de jovens diretores, que têm autonomia para conceber seus trabalhos, mas se enquadram nas propostas temáticas e de qualidade da produtora. E será na Directv que o telespectador poderá conferir, no próximo dia 21, às 21 h, o documentário Mapas Urbanos II - Recife dos Poetas e Compositores, dirigido por Daniel Augusto (o mesmo do programa Zero e de Mapas Urbanos I, exibido no GNT). Quem faz o retrato de Recife são os poetas Jorge Wanderley e Sebastião Uchôa Leite e artistas como Lenine, Otto, que mostrará uma música inédita, Jorge du Peixe, do grupo Nação Zumbi, e Antônio Nóbrega. Ou ainda, bandas como a Faces do Subúrbio e Cascabulho. Já Imagens Invisíveis, episódio de Ao Sul da Paisagem, dirigido por Paschoal Samora, estréia em maio na tevê. Mas, antes, compete no Festival Internacional de Documentários de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.