Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Epitacio Pessoa/Estadão
Epitacio Pessoa/Estadão

Procurador Tamoio Athayde Marcondes é o sexto presidente da Funarte na gestão Bolsonaro

Athayde Marcondes era assessor técnico da vice-presidência e, antes, atuou no Ministério do Esporte

Redação, O Estado de S. Paulo

20 de abril de 2021 | 08h05

O procurador federal Tamoio Athayde Marcondes é o novo presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte). Com sua nomeação publicada nesta terça-feira, 20, no Diário Oficial, Athayde Marcondes se torna o sexto presidente da Funarte desde a posse de Jair Bolsonaro. O coronel da reserva Lamartine Barbosa Holanda, o quinto presidente da Funarte, foi exonerado em 31 de março.

A Funarte foi criada em 1975 com a missão de promover e incentivar a produção, a prática, o desenvolvimento e a difusão das artes no País. Hoje, ela abrange as áreas de circo, dança e teatro; de música, de concerto, popular e de bandas; e de artes visuais. Atua também na preservação da memória das artes e publica livros. A Funarte mantém espaços culturais e centros de documentação em todo o País, representações regionais em São Paulo, Belo Horizonte e Brasília e promove editais de fomento nas áreas em que atua. 

Com sua nomeação para a Funarte, Athayde Marcondes fica exonerado do cargo de assessor técnico da vice-presidência. Antes, ele foi consultor jurídico do Ministério do Esporte na gestão de Luciano Picciani e ocupou outros cargos no Governo.

Formado em Direito pela PUC Rio em 2008, ele teve uma passagem pela Funarte, entre junho de 2018 e janeiro de 2019, como procurador federal, quando deu assessoria jurídica e consultiva à instituição, que é vinculada à Secretaria Especial da Cultura, comandada pelo ator Mário Frias

Em seu currículo, ele diz ainda que atuou em matéria normativa e na formação de editais de fomento à cultura. Também informa que é membro da Ordem dos Músicos do Brasil e que foi condecorado com a Ordem do Mérito Judiciário Militar e com a Medalha Exército Brasileiro. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.