Processo contra ator pornô por homicídio começa em março

Um tribunal de Montreal marcou para março as audiências preliminares do caso em que o ator pornô canadense Luka Rocco Magnotta é acusado de matar um estudante, desmembrar o corpo e enviar as partes por correio, além um colocar um vídeo do crime na internet.

REUTERS

21 de junho de 2012 | 17h34

Essa etapa de oitivas na presença de um juiz e do júri deve durar dez dias e ter início a partir de 11 de março de 2013,

Magnotta, de 29 anos, se declarou inocente das acusações ligadas à morte brutal do estudante chinês Jun Lin, em 24 ou 25 de maio. Ele foi deportado na semana passada da Alemanha para o Canadá na semanda passada.

""Ele queria voltar a Montreal", disse Luc Leclair, advogado de Magnotta, a jornalistas. ""Ele confia no Judiciário canadense."

(Reportagem de Rita Devlin Marier)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEPORNOASSASSINO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.