Príncipe William volta a se encontrar com ex-namorada

Kate Middleton só reataria namoro com William se ele aceitasse uma `normal´

Agencia Estado

25 de junho de 2007 | 15h43

O príncipe William do Reino Unido voltou a se encontrar com a ex-namorada Kate Middleton, da qual se separara em abril, o que disparou boatos sobre uma reconciliação.Dois jornais britânicos, News of the World e The Mail on Sunday, informam de uma festa à qual o casal foi no dia 9 e onde teriam se beijado na pista antes de desaparecerem juntos.Segundo os amigos do príncipe, ele sentiu muitas saudades da ex-namorada desde o término e se encontrou com ela em segredo várias vezes tentando reatar o relacionamento.No entanto, Kate não estaria disposta, segundo o The Mail, a voltar à relação anterior a menos que ele se comprometa com uma vida em comum.Durante a festa, embora houvesse muitas outras moças, William não teria se afastado um momento sequer da ex-namorada, seguindo-a por todas as partes, diz o jornal.No próximo domingo, Kate assistirá ao concerto em memória dos 10 anos de morte da princesa Diana no estádio de Wembley e se encontrará com o príncipe William e seu irmão, Harry, que ajudaram a organizar o evento.Três semanas depois, William - que completou 25 anos na semana passada - voltará a se reunir com Kate no casamento de um parente dela. No rompimento de Kate e do príncipe, ressurgiu a tensão pelo assédio dos paparazzi, mas sobretudo o fato de que William não parecia decidido a se comprometer a sério com ela.De acordo com The Mail on Sunday, o filho mais velho do príncipe Charles assegurou à ex-namorada que desta vez levará o relacionamento a sério, mas agora seria ela quem está indecisa.Desde a separação, a imprensa sugeriu o relacionamento de Kate Middleton, que trabalha atualmente para uma rede de moda, com vários jovens aristocratas, mas os amigos dela dizem que ela não procura outro homem.O príncipe passou quase todo o tempo livre com amigos do regimento Blues and Royal.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoFamília Real

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.