Príncipe William passará por Força Aérea para aprender a voar

O príncipe William, da Grã-Bretanha,deverá seguir os passos do pai quando, no ano que vem, aprendera pilotar aeronaves com a Real Força Aérea britânica (RAF),afirmou na quarta-feira o porta-voz dele. A partir de janeiro, William, 25 anos e segundo na linha desucessão ao trono, passará quatro meses na RAF, pilotandohelicópteros e aviões. O pai dele, príncipe Charles, o avô príncipe Philip e o tiopríncipe Andrew se formaram como pilotos da RAF. William, que completou seu curso de treinamento comooficial do Exército no ano passado, ingressará depois, nametade do próximo ano, na Marinha Real do país, onde treinaráem navios de guerra e submarinos. "O tempo de permanência na RAF lhe permitirá que satisfaçaseu sonho de aprender a voar", disse o porta-voz da casa real. O interesse dos meios de comunicação do mundo todo pelopríncipe aumentou nos últimos meses, em virtude principalmentede seu relacionamento conturbado com Kate Middleton, a quemconheceu na faculdade, na Escócia. Na semana passada, poucos dias depois de ter sido iniciadomais um processo investigativo a respeito da morte de Diana,mãe de William, o príncipe reclamou que paparazzi haviamperseguido o casal em carros e motos quando os dois saíram deuma boate de Londres. A princesa Diana morreu em 1997 depois de o carro no qualestava ter atingido uma pilastra de um túnel de Paris quandotentava fugir de paparazzi. O namorado dela, Dodi al-Fayed, e omotorista do veículo, Henri Paul, também morreram na colisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.