Príncipe Harry chega à Inglaterra após lutar no Afeganistão

O príncipe Harry da Grã-Bretanha,terceiro na linha de sucessão ao trono, voltou do Afeganistãoneste sábado, depois que vazaram notícias de que ele estavalutando contra o Taliban há 10 semanas. O neto da rainha Elizabeth foi retirado do front de batalhaporque oficiais da Defesa temiam que a cobertura mundial de suaação no Exército britânico pudesse fazer com que ele e seuscompanheiros soldados corressem mais perigos. O príncipe voou de volta à base da Força Aérea Real naInglaterra para ser cumprimentado por seu pai, o príncipeCharles, e seu irmão, o príncipe William. Harry foi aoAfeganistão em serviço ativo em dezembro, num plano para ficarem ação por quatro meses. Harry, segundo filho da princesa Diana, foi o primeiromembro da família real a ir a combate desde seu tio, o príncipeAndrew, que pilotou helicópteros durante a Guerra da Malvinas,há 25 anos. Charles, depois de se reunir novamente com o filho, disse:"Estou particularmente frustado que ele tenha sido retiradoinesperadamente porque, à parte o resto, ele tinha planejadovoltar com o resto de seu regimento". Harry estava desapontado no ano passado porque seu plano deir combater no Iraque foi cancelado depois que gruposmilitantes ameaçaram sequestrá-lo ou matá-lo. Harry confessouque pensou em deixar o Exército. "É muito bom ser uma pessoa normal uma vez, creio que é omais normal que vou conseguir na vida", afirmou o príncipe,cuja mãe viveu sob os holofotes da mídia antes de morrer emParis, perseguida por paparazzi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.