Principais museus de Paris estão fechados por greve

Funcionários protestam contra política do governo por não substituir os servidores públicos que se aposentam

AP,

02 de dezembro de 2009 | 16h43

Alguns dos museus mais importantes da capital francesa, entre eles o Louvre, o Centro Georges Pompidou e o Museu d'Orsay, estão fechados nesta quarta-feira, 2, por causa de um greve. Os trabalhadores dessas instituições protestam contra políticas do governo que não preveem a substituição de servidores públicos que se aposentarão, com consequente redução de pessoal.

 

A greve começou quando o Pompidou fechou, a partir de 23 de novembro. Os sindicatos haviam advertido na semana que a paralisação se ampliaria por outras instituições. Empregados dos museus do Louvre e d'Orsay afirmaram que os trabalhadores votaram na quarta-feira em favor da greve, em uma medida que passou a valer imediatamente. Os trabalhadores parados fazem assembleias todas as manhãs, para decidir se mantêm a paralisação por mais 24 horas. A França é o país que mais recebe turistas no mundo e seus museus atraem milhares de visitantes diariamente.

Tudo o que sabemos sobre:
Museus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.