Reprodução/Arab News/ANSA
Reprodução/Arab News/ANSA

Primeiro museu sobre vida de Maomé é inaugurado na Arábia Saudita

Local possui quatro salas com pinturas e imagens raras do profeta

O Estado de S.Paulo

05 Janeiro 2018 | 13h54

ROMA - A cidade de Medina, na Arábia Saudita, inaugurou nesta semana o Dar Al Medina, seu primeiro museu dedicado à vida do profeta Maomé. No local, os visitantes poderão aprender sobre a história do líder, a civilização islâmica e a cultura urbana de Medina.

+++ Biografia revela um Maomé hábil e mais 'humanizado'

Dar Al Medina está localizado na estrada Abdul Aziz e funciona de quinta a sábado das 9h à 20h. A entrada custa US$7. "Este é o primeiro museu especializado na história, no patrimônio cultural de Medina, e um passo importante na história do profeta", afirmou Hassan Taher, diretor executivo do museu, ao Arab News.

+++ Arábia Saudita recebe dois milhões de peregrinos

O museu possui quatro salas, nas quais estão distribuídas as principais obras sobre o profeta, pinturas raras e imagens de Medina, e coleções únicas da história islâmica. Além disso, há um salão a pátio aberto para os visitantes desfrutarem da natureza e da antiga arquitetura da cidade e um espaço para a realização de seminários e fóruns para o público.

+++ Paquistanês é condenado à morte por blasfêmia no Facebook

Este é um dos diversos museus que abriram suas portas na cidade saudita desde que a Comissão de Turismo e Patrimônio Nacional da Arábia Saudita começou a emitir licenças para a inauguração de museus privados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.