Primeiro bailarino do Balé de Cuba pede asilo nos EUA

Rolando Sarabia, primeiro bailarino do Balé Nacional de Cuba - dirigido por Alicia Alonso - está nos Estados Unidos e solicitará asilo político ao Governo americano, informaram amigos do artista nesta quarta-feira. "Sarabia esteve apenas algumas horas com parentes em Miami antes de viajar ontem, terça-feira, a Boston", disse Pedro Pablo Peña, diretor do Festival Internacional de Balé de Miami. Segundo informações da imprensa local, o balé de Boston ofereceu um contrato ao bailarino. Há dois anos a mesma oferta fora feita, mas Sarabia não pôde aceitar, pois não teve permissão do Governo cubano. Acredita-se que o artista, que não deu declarações à imprensa, se acolherá à Lei de Ajuste Cubano dos EUA, que permite que cubanos que pisem território americano possam obter asilo e depois a residência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.