Primavera dos Livros reúne 56 expositores no CCSP

Com um catálogo aprovado pelo mercado, as pequenas e médias editoras iniciam hoje a 14ª Primavera dos Livros, feira que vai reunir, até domingo, 56 expositores no Centro Cultural São Paulo, com ingresso gratuito. "O que qualifica o evento é sua frequência: pessoas que têm devoção pelo livro", comenta Renata Farhat Borges, da editora Peirópolis e presidente da Libre, entidade organizadora da mostra que reúne cerca de cem editores que trabalham cooperativamente.

AE, Agencia Estado

10 de setembro de 2009 | 09h37

De fato, uma preparação prévia torna a Primavera dos Livros um evento bem-sucedido - há dois meses, teve início uma série de 40 oficinas em diversos CEUs da cidade, ambientando seus frequentadores para a programação cujo ponto forte é a atenção à criança. Pelo quarto ano seguido, a Cia. Conto em Cantos, formada por arte-educadoras, vai realizar diversas atividades baseadas nos livros das editoras participantes do evento.

Já os adultos terão à disposição oficinas, saraus, debates e palestras, além de lançamento de obras. "A Primavera foi pioneira em promover um contato mais próximo de editores e autores com o público, graças ao seu clima mais intimista", acredita Renata, confirmando a expectativa de uma visitação entre 25 mil e 30 mil pessoas. A feira vai oferecer mais de sete mil títulos a preços acessíveis, com descontos de 10% a 40%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
literaturaPrimavera dos LivrosCCSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.