Presos três ladrões com um lote milionário de obras de arte

A polícia francesa prendeu, hoje, três pessoas com um lote de cerca de 250 obras roubadas, incluindo telas de Raoul Dufy e Pablo Picasso. A prisão, feita perto dos Champs-Elysées, seguiu-se a um operação de vigilância de uma quadrilha de traficantes de obras de arte por unidades da polícia especializada no combate ao crime organizado.Os suspeitos parecem estar ligados a um bando que seqüestrou uma família de ricos colecionadores num subúrbio de Paris, durante uma noite, em maio do ano passado, segundo a polícia.O lote roubado inclui 10 obras do pintor francês Raoul Dufy e, uma de cada, do espanhol Picasso, dos franceses Paul Cézanne e Bernard Buffet, e do alemão Kees van Dongen. Está em andamento um exame das obras e de seu valor, antes da restituição a seus proprietários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.