Prêmios, shows e festas são cancelados após atentado

O avião que decolaria na tarde de hoje do aeroporto Antônio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro, levando atores, produtores e cineastas para a ?festa do cinema?, evento organizado para comemorar a assinatura da MP que regulariza a indústria cinematográfica brasileira, nem sequer subiu aos áres. A notícia dos atentados terroristas ocorridos pela manhã em Nova York e Washington, nos Estados Unidos, paralisou a indústria do entretenimento em todo o mundo.Entre os que ficaram no saguão à espera de notícias estavam os atores Antônio Fagundes, Felipe Camargo, Paulo Beti, Othon Bastos, Beth Faria, Fernanda Montenegro e o cineasta Cacá Diegues. Alguns artistas alcançaram Brasília, mas retornaram aos Estados de origem do próprio aeroporto do Distrito Federal. A festa foi cancelada pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, que passou o dia cuidando de assuntos ligados aos atentados.Além da ?festa do cinema?, as entregas dos prêmios Grammy Latino e Emmy, o show de Madonna e do Black Crowes em Los Angeles, a Semana de Moda de Nova York e o Festival de Cinema de Toronto foram cancelados. Em vista da situação, os principais estúdios de Hollywood fecharam suas portas, adiando projetos ligados ao cinema e à televisão, como a divulgação de novos filmes. Algumas emissoras por assinatura deixaram de exibir sua habitual programação para fornecer apenas as últimas notícias do atentado. O prêmio Emmy, considerado o Oscar da TV norte-americana, marcado para ocorrer no próximo domingo, dia 16, foi cancelado por tempo indeterminado. Entre as vítimas do avião da American Airlines, que ia de Boston para Los Angeles e que se chocou contra o World Trade Center, estava David Angell, o co-criador dos famosos sitcoms Frasier e Cheers. "Nosso único desejo é mostrar respeito e fazer algo apropriado que irá ajudar a dor pelas vítimas dessa tragédia nacional", disse Bruce Zabel, presidente da Academia America de TV, em nota a imprensa.O Grammy Latino, cuja cerimônia seria realizada esta noite, em Los Angeles, foi o primeiro evento a ser cancelado, já nas primeiras horas após o atentado. Caetano Veloso seria uma das atrações da festa. Gilberto Gil, Bebel Gilberto e Marcus Vianna, Planet Hemp e Faces do Subúrbio, entre outros brasileiros, concorriam a prêmios.

Agencia Estado,

11 de setembro de 2001 | 23h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.