Prêmio Shell de Teatro divulga indicados do Rio

A Shell informou a primeira lista de indicados da 19.ª edição do Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro. A lista dos indicados do primeiro semestre de São Paulo foi divulgada na última quarta-feira, com a peça encenada no Rio Tietê BR3, da Cia. Teatro da Vertigem, liderando indicações. Na Rio, na categoria ator, concorrem Gillray Coutinho (O Púcaro Búlgaro), Paulo Gustavo (Minha Mãe é uma Peça) e Sebastião Vasconcelos (Leitor por Horas). As atrizes indicadas ao Prêmio foram Clarice Niskier (Tudo sobre Mulheres), Lívia Falcão (Caetana) e Zezé Polessa (Não sou Feliz, Mas Tenho Marido). Informa a Shell que para cada edição são divulgadas duas listas de indicados. Os espetáculos selecionados nesta primeira fase estrearam no Rio entre janeiro e junho de 2006. No segundo semestre, devem ser apontados, no máximo, mais três concorrentes em cada uma das nove categorias. Os vencedores serão conhecidos durante a cerimônia de entrega do Prêmio Shell de Teatro, no início de 2007. Os vitoriosos de cada categoria receberão uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni, com a forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil. O júri do Rio de Janeiro é formado por Bernardo Jablonski (professor e roteirista), Maria Fernanda Meirelles (atriz), Fabiana Valor (atriz e bailarina), Sérgio Fonta (dramaturgo, diretor e ator) e Tania Brandão (pesquisadora e professora de história do teatro brasileiro). Confira os indicados do 1.° semestre ao Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro: Autor: Weydson Barros Leal e Moncho Rodriguez, por Caetana Walter Daguerre, por Projeto K Diretor: Christiane Jatahy, por Leitor por Horas João Fonseca, por Escravas do Amor Ator: Gillray Coutinho, por O Púcaro Búlgaro Paulo Gustavo, por Minha Mãe é uma Peça Sebastião Vasconcelos, por Leitor por Horas Atriz: Clarice Niskier, por Tudo sobre Mulheres Lívia Falcão, por Caetana Zezé Polessa, por Não sou Feliz, Mas Tenho Marido Cenário: Christiane Jatahy e Marcelo Lipiani, por Leitor por Horas Fernando Mello da Costa e Rostand Albuquerque, por O Púcaro Búlgaro Figurino: Marcelo Marques, por Rádio Nacional Stephane Brodt, por Savina Iluminação: Paulo César Medeiros, por Ópera do Malandro Em Concerto Renato Machado, por Projeto K Música: Helvius Vilela, pela direção e arranjos de Rádio Nacional Narciso Fernandes, por Caetana Categoria especial: Gringo Cardia, pela direção de arte de Não sou Feliz, Mas Tenho Marido Grupo Inanimados, pela pesquisa de linguagem teatral revelada no espetáculo Superiores

Agencia Estado,

13 de julho de 2006 | 12h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.