Prêmio Shell anuncia segunda leva de indicados

A organização do Prêmio Shell de Teatro anunciou nesta quarta-feira a segunda metade das peças concorrentes ao prêmio em São Paulo. O prêmio separa os espetáculos concorrentes de acordo com o semestre de estréia da peça nos teatros paulistanos. O anúncio feito hoje se refere às peças que estrearam entre 1º de julho e 31 de dezembro do ano passado. Os espetáculos de ambos os semestres concorrem ao prêmio em uma mesma cerimônia, que deve ser realizada em abril. Cada categoria premia apenas um espetáculo, com um troféu e R$ 8 mil. O diretor teatral Gianni Ratto, do grupo Teatro dos Sete, será o homenageado especial da 15º edição do Prêmio Shell. O júri do prêmio é formado por Aimar Labaki, Kil Abreu, Maria Lúcia Candeias, Silvana Garcia e a repórter do Estado Beth Néspoli. Entre os indicados do segundo semestre, a montagem de Os Sertões pelo Teatro Oficina é que mais se destaca. O projeto de montagem da obra de Euclides da Cunha em três episódios ficou com cinco indicações: direção, figurino, iluminação, música e categoria especial. A peça Três Cigarros e a Última Lasanha teve três indicações: autor, ator e direção. Confira abaixo os espetáculos do segundo semestre indicados.AutorFernando Bonassi e Victor Navas por Três Cigarros e a Última LasanhaLuis Alberto de Abreu por Auto da Paixão e da AlegriaAlcides Nogueira por A Ponte e a Água de PiscinaDireção Zé Celso Martinez Corrêa por Os SertõesDébora Dubois por Três Cigarros e a Última LasanhaAtor Renato Borghi por Três Cigarros e a Última LasanhaGero Camilo por A ProcissãoOswaldo Mendes por Perdida...Uma Comédia RomânticaAtriz Clara Carvalho por FrankensteinsJuliana Galdhino por Medéia 2CenárioMárcio Medina por HamletJC Serroni por A Ponte e a Água de PiscinaFigurino Olintho Malaquias por Os SertõesCassio Brasil por FrankensteinsIluminação Guilherme Bonfanti por A Ponte e a Água de PiscinaRicardo Morañez por Os SertõesMúsica Coro 1989, Coro da Terra 2002, José Celso Martinez Corrêa, Tom Zé, José Miguel Wisnick, Celso Sim e Marcelo Pellegrini por Os SertõesGero Camilo, Tata Fernandes e Ceumar por A ProcissãoEspecial Teatro Uzyna Uzona pela pesquisa cênica de Os Sertões Teatro Galpão pelo modelo de produção e criaçãoHomenagemGianni Ratto Abaixo os indicados do primeiro semestre em São PauloAutor Bosco Brasil por Novas Diretrizes em Tempos de Paz Mário Bortolotto por Hotel LancasterDireçãoFelipe Hirsch por Os SolitáriosMarco Antônio Braz por O Beijo no AsfaltoAtor Marco Nanini por Os Solitários Dan Fillip Stulbach por Novas Diretrizes em Tempos de PazAtriz Leona Cavalli por Um Bonde Chamado DesejoIsabel Teixeira por Um Bonde Chamado DesejoCenário Daniela Thomas por Os Solitários Márcio Medina por A Casa AntigaFigurinoCao Albuquerque por Os Solitários Ronaldo Fraga por PassatempoIluminaçãoRodolfo Garcia Vázquez por De Profundis Gianne Ratto por Novas Diretrizes em Tempos de PazMúsica Renato Jimenez por O Cavalo na Montanha Pedro Paulo Bogossian por O Gato Preto Categoria Especial Grupo XIX de Teatro pelo espetáculo Hysteria. Débora Duboc, Elcio Nogueira Seixas, Fernando Bonassi, Luah Guimarãez e Renato Borghi pela curadoria da Mostra de Dramaturgia Contemporânea.

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2003 | 14h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.