Prêmio reeditado pela Abre quer ressuscitar design

A necessidade de desenvolver desenhos (design) para embalagens, visando à melhor exposição do produto brasileiro no exterior e a redução do desperdício de produtos no mercado interno, levou a Associação Brasileria de Emabalagem (Abre) a reeditar o Prêmio Abre Design Embalagem. O anúncio foi feito hoje pelo presidente da entidade, Sérgio Haberfeld, na sede da Abre, em São Paulo (SP). A diretora executiva da Abre, Luciana Pellegrino, acrescentou que a premiação faz parte da campanha "O Brasil precisa de embalagens", que visa não só premiar os designs como melhorar os produtos tecnicamente. A campanha tem, entre outors objetivos, o de sofisticar as embalagens de produtos feitos para exportação. "O Brasil precisa de design, para exportar café em embalagens de 300 gramas e não em sacas de 60 quilos", exemplificou Sérgio Haberfeld. "Se o custo de uma campanha publicitária chega a R$ 1 milhão, para determinado produto, o desenvolvimento de sua embalagem pode demandar R$ 10 mil. E o design não é como as matérias-primas: ele só é comprado uma vez", comparou. Haberfeld assinalou que a Abre parou de realizar a premiação, há mais de 10 anos, por falta de competência para gerenciá-lo. "Agora, vemos que todas as associações internacionais de embalagens concedem prêmios, e o que mais cresce no setor é a área de design. E design significa a roupa certa para cada tipo de produto, o que inclui previsão para conservação na distribuição e na armazenagem, além do marketing", explicou Haberfeld. O presidente do Comitê de Design da Abre, Fábio Mestriner, afirmou que não há normatização brasileira sobre design de embalagens. "Mas há procedimentos recomendados para melhorar a conservação dos produtos", informou. O CB-23 (Comitê Brasileiro para a formulação de normas técnicas para o setor de embalagens) só elabora regras para produtos específicos, explicou.As inscrições para concorrer ao prêmio foram abertas no último dia 15 e serão encerradas em 15 de julho. Há duas categorias. O módulo empresarial é composto por Design de Embalagem (para alimentos e bebidas; higiene e limpeza; cosméticos e cuidados pessoais, e outros), Redesign, Ecodesing, Tecnologia, Design para Exportação, Case de Embalagem, Embalagem Promocional e Especial. O segundo módulo é para Estudantes. Os concorrentes que quiserem inscrever-se na categoria Especial, Voto Popular da Melhor Embalagem, deverão se cadastrar até 8 de junho. Isso porque as embalagens concorrentes na categoria serão expostas na Feira da Indústria da Alimentação (Fispal), de 19 a 22 de junho, em São Paulo (SP), e submetidas à votação dos visitantes. A entrega dos troféus (não há prêmio em dinheiro ou bens equivalentes) aos vencedores deverá ser realizada em 30 de agosto, durante a Semana Abre de Design de Embalagem. Outras informações podem ser obtidas pela Internet (www.abre.org.br) ou na sede da entidade na rua Oscar Freire, 379 - 4º andar, das 8h30 às 17h30, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.