Prêmio Multicultural tem apuração na quarta

Será realizada quarta-feira, na sede do jornal O Estado de S.Paulo a apuração dos votos que decidirão os vencedores do Prêmio Multicultural 2000 Estadão Cultura. A contagem, com auditoria da empresa de consultoria Arthur Andersen, é aberta ao público e tem início às 8 horas. A votação foi realizada por um colégio de cerca 5 mil pessoas de todo o Brasil.Este ano, concorrem ao prêmio de criadores o diretor teatral Antônio Araújo, o artista plástico Athos Bulcão, o tradutor Boris Schnaiderman, o cineasta Eduardo Coutinho, o poeta Ferreira Gullar, o filósofo Gerd Bornhein, o arquiteto João Filgueiras Lima (Lelé), o músico Luiz Tatit, a filósofa Marilena Chauí e o geógrafo Milton Santos. Para o prêmio de fomentador cultural - pessoas, entidades ou empresas que de alguma forma estimulam a produção cultural -, concorrem o jornalista Adauto Novaes, a arquiteta Carmen Portinho, a empresa Riofilme e o Projeto Guri.Serão distribuídos quatro prêmios: três para criadores e um para fomentador. Este ano, o troféu, uma superfície espelhada coberta por folha dourada, foi projetado pela artista plástica Lina Kim especialmente para o prêmio. Os três ganhadores na categoria criação ganharão, cada um, R$ 30 mil. Seleção - Os 14 indicados desta quarta edição foram selecionados por uma comissão composta por Adhemar Oliveira, Agnaldo Farias, Antônio Gonçalves Filho, Antônio Risério, Fiapo Barth, Gisele Santoro, Hélio Ziskind, Sérgio Augusto e Walter Sebastião.A entrega do prêmio ocorrerá no dia 20, no Sesc Pompéia, quando também será inaugurada a exposição Território Expandido 2, idealizada pela Articultura, realizada pelo Sesc São Paulo e com curadoria de Angélica de Moraes. A mostra reunirá trabalhos fotográficos de artistas contemporâneos que homenagearam com suas obras cada um dos 14 candidatos ao prêmio.Participam da exposição, que fará temporada no Sesc Pompéia, artistas consagrados como Lygia Pape e Nelson Leirner (que homenagearão, respectivamente, os filósofos Gerd Bornheim e Marilena Chauí), jovens como Daniel Whitaker e Marcos Jorge (cujos trabalhos dizem respeito à obra do arquiteto João Filgueiras Lima, o Lelé, e do cineasta Eduardo Coutinho).Há também na lista de participantes nomes de grande importância para a fotografia nacional, como Rosangela Rennó (Milton Santos) e Miguel Rio Branco (Carmen Portinho). Também participam Marcia Xavier (Luis Tatit), Vera Chaves Barcellos (Athos Bulcão), Luiz Zerbini (Riofilme), Lenora de Barros (Boris Schnaiderman), Caio Reisewitz (Ferreira Gullar), Jurandy Valença (Antônio Araújo), Edney Antunes (Projeto Guri) e Rubens Mano (Adauto Novaes).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.