Prêmio Multicultural Estadão será entregue nesta quarta

O Prêmio Multicultural 2001 Estadão Cultura atinge nesta quarta-feira seu momento de consagração. Às 21 horas, começa a cerimônia de premiação dos três criadores e um fomentador de cultura no País, escolhidos por um colégio eleitoral formado por mais de 6 mil nomes, em um trabalho iniciado no ano passado. Uma iniciativa do Sesc, a festa, que será no Sesc Pompéia (Rua Clélia, 93), vai marcar também a abertura da exposição Território Expandido 3 (veja matéria e a exposição on-line), especialmente organizada para o prêmio, desta vez dedicada à arte eletrônica.Desta quinta edição do prêmio, saem consagrados o escritor e crítico teatral Sábato Magaldi, o médico oncologista e escritor Drauzio Varella e o músico Tom Zé, como criadores, e a ialorixá do terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, mãe Stella de Oxóssi, na categoria de fomentador. Os três criadores escolhidos receberão R$ 30 mil cada um, além de um troféu projetado pelo artista plástico Félix Bressan. A peça faz parte de uma série recente de oito esculturas que o artista gaúcho só vai expor no início do ano que vem. O fomentador eleito também é contemplado com um troféu, mas não recebe recursos, por causa de sua condição profissional ou jurídica - profissionais em cargos executivos ou políticos, empresários, instituições e empresas.Reflexão - A exposição Território Expandido 3, dedicada à arte eletrônica, confirma uma tradição iniciada em 1999: ampliar o alcance da iniciativa do Prêmio Multicultural para além das personalidades indicadas, homenageando-as com a criação de um espaço de reflexão e divulgação da arte. Cada artista convidado vai homenagear um dos finalistas da premiação.Há um desejo expresso pela curadoria desta terceira edição da mostra: explorar as mídias mais de ponta, que vêm sendo utilizadas com recorrência pelos artistas contemporâneos. Daí o foco na arte eletrônica, que, segundo a curadora Angélica de Moraes, seria "o território mais expandido da arte".Os participantes da mostra, com seus respectivos homenageados, são: Alexander Pilis (Milton Hatoum); Ana Miguel (Hermano Vianna); Carlos Fadon (Sábato Magaldi); Grupo Infobodies (Árido Movie); Ronaldo Kiel (Regina Meyer); José Wagner Garcia (Carlos Rocha); Maurício Dias e Walter Riedweg (Drauzio Varella); Elyeser Szturm (Gilberto Chateaubriand); Jailton Moreira (Amir Haddad); Simone Michelin (Lia Rodrigues); Jurandir Müller e Kiko Goifman (João Moreira Salles); Walter Silveira (Tom Zé); Patrício Farias (Mãe Stella de Oxóssi); e Eder Santos (Tania Rösing). As obras constam no catálogo da exposição, elaborado pela Takano Editora Gráfica.O Sesc Pompéia programou ainda outras atividades referentes ao prêmio. Nesta quinta-feira, às 21 horas, Tom Zé apresenta um show inédito, Globarbarização, em que faz uma reflexão sobre as condições da sociedade brasileira. E, ainda sem data, está previsto um encontro com Sábato Magaldi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.