Jaquelyn Martin/ AP
Jaquelyn Martin/ AP

Prêmio Kennedy homenageia Meryl Streep e Neil Diamond

O presidente dos Estados Unidos Barack Obama foi mestre da cerimônia que celebrou as artes

JEFF MASON E TIM RYAN, REUTERS

05 de dezembro de 2011 | 09h19

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, revelou uma paixão secreta, enquanto Caroline Kennedy cantou uma música com seu nome no domingo, na cerimônia de entrega dos prêmios Kennedy, que homenageou a atriz Meryl Streep e o cantor Neil Diamond.

 

O evento anual de premiações, que também entregou prêmios à cantora Barbara Cook, à lenda do jazz Sonny Rollins, e ao violoncelista Yo-Yo Ma, reuniu estrelas do teatro e do cinema em uma comemoração voltada para a música, os filmes, e os espetáculos de Hollywood.

 

"Neste exato momento, em algum lugar dos Estados Unidos, um futuro homenageado do Centro Kennedy está praticando em alguma lista telefônica, ou compondo canções para impressionar uma garota, ou imaginando se conseguirá chegar aos grandes palcos", disse Obama, na Casa Branca, cumprimentando os vencedores antes do show e apontando para a importância das artes.

 

Aparentemente, o presidente já teve uma queda por Streep, uma atriz que foi indicada a 16 Oscars e venceu dois.

 

"Qualquer um que assistiu a Mulher do Tenente Francês tinha uma queda por ela", afirmou Obama, brincando, e dizendo que estava desviando do discurso que havia preparado.

 

Sobre Diamond, Obama disse que suas músicas podiam ser ouvidas em qualquer lugar, desde os jogos de beisebol aos filmes infantis.

 

"Com uma voz que ele descreve como sendo cheia de aspereza, buracos, viradas para a esquerda e para a direita, ele chegou a vender 125 milhões de discos", disse Obama.

 

O cantor de Sweet Caroline disse a jornalistas que gostaria de agradecer a Caroline Kennedy, filha do presidente assassinado John F. Kennedy, por ser a inspiração para o título da canção.

 

"Eu vou agradecê-la por me dar o título para Sweet Caroline", disse Diamond antes do evento. "Na verdade, a história é sobre mim e minha ex-mulher, mas é seu nome que eu usei, e eu preciso agradecê-la por isso."

 

Caroline, que presidiu a cerimônia, referiu-se a Diamond com um verso da canção - "reaching out, touching me" (chegando perto, me tocando) - provocando risos da plateia. Ela depois se juntou ao cantor Smokey Robinson e outros apresentadores para cantar uma versão da música.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.