Prêmio Jabuti tem recorde de inscrições

A edição 2003 do Prêmio Jabuti bateu recorde de inscrições. Um total de 2.016 livros, de 184 editoras, e mais 172 obras de autores independentes vão disputar o prêmio em 16 categorias. Em 2002, foram 1.787 títulos, de 179 editoras, mais 85 autores independentes.Os dez finalistas de cada categoria serão anunciados em fevereiro. Três deles serão selecionados no mês seguinte, e os vencedores serão conhecidos entre abril e maio. Cada premiado receberá R$ 1 mil, e os dois eleitos como "Livro do Ano", nas categorias ficção e não-ficção, levarão R$ 15 mil. Para o ano que vem, os organizadores estudam desvincular o prêmio das bienais de São Paulo e Rio e realizá-lo numa cerimônia especial.Segundo comunicado da Câmara Brasileira do Livro, realizadora do prêmio, houve crescimento de inscrições em todas as categorias, com destaque para a infantil e juvenil, que subiu de 227 títulos para 279. O destaque pode ser um reflexo do Jabuti 2002, que teve seus "livros do ano" saídos do universo infanto-juvenil e didático: O Fazedor de Amanhecer, de Manoel de Barros, na categoria ficção, e Escrever e Criar... Uma Nova Proposta!, de Ruth Rocha e Anna Flores, na de não-ficção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.