Premiação do Ibram anuncia dez criadores contemplados

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), órgão do Ministério da Cultura, anunciou os vencedores do Prêmio Ibram de Arte Contemporânea 2011, que concede R$ 100 mil a cinco artistas estabelecidos e R$ 60 mil a cinco criadores considerados emergentes. O artista e designer Chico Amaral foi um dos ganhadores na segunda categoria, escolhido pelo júri por sua obra Retrato Falado. O trabalho (foto ao lado) é formado por quatro reproduções em grande formato de retratos do artista criados por um técnico da Polícia Civil de Brasília a partir de depoimentos de quatro pessoas muito próximas a ele. Além de Chico Amaral, também foram contemplados os fotógrafos Amilcar Packer, João Castilho e Pedro Motta e a artista Gizele e Silva Camargo. Já entre os consagrados, o júri da premiação escolheu Anna Bella Geiger pela obra Sobre Nácar e ainda trabalhos de Luiz Cesar Monken, Marilá Dardot, Paula Trope e Vera Barcellos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.