Prefeitura renova contrato com Masp e faz exigências

A Prefeitura de São Paulo renovou com o Masp o termo de permissão de uso do prédio da Avenida Paulista, mas delimitou exigências ao museu. O decreto, que autoriza a utilização do imóvel pelo Masp a título precário e gratuito, é de 14 de dezembro de 2012 e foi publicado no dia seguinte no Diário Oficial da cidade de São Paulo. Como está no termo, uma das novidades colocadas à instituição museológica é a de que o Masp reserve por um mês, mediante solicitação da Secretaria Municipal de Cultura, sua sala de exposições temporárias do 1.º andar superior para realização de exposições de obras da Coleção de Arte da Cidade de São Paulo, abrigada no Centro Cultural São Paulo. Segundo consta, essas mostras específicas com peças do acervo municipal devem ser feitas em acordo com a curadoria do Masp, mas o museu ficará responsável por buscar patrocínio para as exposições. A instituição deve também encaminhar até março do ano seguinte para a Secretaria Municipal de Cultura relatório anual para informar suas exposições realizadas, suas obras e número de visitantes. Procuradas pela reportagem do Estado, não se pronunciaram a Secretaria Municipal de Cultura nem a curadoria do Masp.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.