Prefeitura do Rio tomba construções modernistas

Doze construções de estilo modernista, localizadas em diferentes pontos da cidade do Rio, foram tombadas pela prefeitura. O objetivo é proteger imóveis que, junto com as obras de Oscar Niemeyer, já contempladas pelo tombamento, fazem parte de um conjunto arquitetônico importante para a capital. A lista inclui residências, edifícios comerciais e prédios públicos, construídos entre os anos de 1931 e 1956. O decreto 27.712, do prefeito Cesar Maia, que prevê a preservação das fachadas e outros elementos originais dos imóveis, foi publicado no Diário Oficial do dia 12 de julho. A partir de agora, eventuais reformas terão de ser aprovadas pelo Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural.

Agencia Estado,

03 de agosto de 2006 | 18h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.