Prada mistura estilos romântico e urbano e oferece 'elegância crua'

A grife italiana Prada se aventurou em um novo mundo pós-industrial para sua mulher introvertida, num desfile apresentado na quinta-feira na semana de moda de Milão.

Reuters

21 Fevereiro 2013 | 20h35

A influente estilista Miuccia Prada, cujas coleções são sempre acompanhadas por críticos de moda, misturou referências românticas e modernas, buscando um estilo que ela chamou de "elegância crua".

"O que me preocupa é a impossibilidade. As mulheres não podem ser românticas, você precisa ser politicamente correta. Há restrições demais", disse Prada nos bastidores do desfile.

A estilista criou saias com bainhas irregulares em diferentes comprimentos e tecidos, e blusas usadas abertas nos ombros. Outras modelos usavam românticos vestidos xadrezes com saias amplas.

Com auxílio do estúdio de som AMO, a Prada transformou o espaço do seu desfile em uma paisagem industrial, em que a plateia se sentava sobre uma ilha irregular de madeira no centro. Um cenário romântico era projetado nas paredes, junto a sombras de equipamentos industriais.

"Quisemos expressar o que as mulheres pensam", disse Prada.

A estilista criou bolsas de tweed, dando um toque esportivo a itens de luxo.

(Reportagem de Antonella Ciancio)

Mais conteúdo sobre:
MODAMILAOPRADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.