Prada adia abertura de capital

A Prada continua expandindo seu império, com abertura esta semana de uma loja em Moscou, mas a empresa italiana avisou que não vai abrir seu capital tão cedo. O presidente da marca, Patrizio Bertelli, disse que os planos de vender ações na bolsa de Milão, que deveriam ter acontecido no ano passado, não vão virar realidade antes de 2004. Ele diz que a cúpula da Prada está fazendo estudos para descobrir qual o melhor momento. A família deve ficar com um patrimônio de quase US$ 3 bilhões se vender cerca de 30% da empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.