Poucas esperanças para Marcelo Fromer dos Titãs

A namorada do músico Marcelo Fromer, Karen Kupfer, deixou o Hospital das Clínicas por volta das 20 horas com notícias nada animadora. "O estado dele é muito grave." Karen contou que durante a tarde, a família foi praticamente desenganada pelos médicos. "Rezem por ele", disse.O guitarrista Marcelo Fromer, dos Titãs, foi atropelado por volta das 19h de segunda-feira. Ele costumava correr pelas ruas dos Jardins. Deveria se encontrar com a namorada Karen para jantar. Como ele não apareceu ela foi procurá-lo, soube do atropelamento e identificou-o no Pronto Socorro do Hospital das Clínicas, onde o músico se encontra em coma profundo. Desde então amigos como o baterista dos Titãs Charles Gavin, o ex-Titã Arnaldo Antunes, o jogador Casagrande, o apresentador Serginho Groissman, entre outros, visitaram a família do cantor no HC. Clique aqui e veja as fotosA família do titã Marcelo Fromer divulgou nota oficial pedindo a união de todos para "fazer uma torcida daquelas em favor da recuperação do Marcelo"Último boletim médico divulgado às 18h45 desta terça-feira informa que o músico encontra-se em "em coma profundo e respirando com auxílio de remédios" e que "estado geral do paciente continua extremamante grave".Vários grupos de fãs fazem vigília mesmo com o frio, diante do Hospital das Clínicas. Eles estiveram hoje, em diversos horários, no HC, para acompanhar o estado de saúde do músico e rezar por sua melhora. Alguns, como a empresária Ana Lúcia Antonielli, de 33 anos, dizia que iria passar a noite no HC. "Apesar de não poder estar do lado dele, posso mandar uma energia positiva, aqui de perto.", acrescentou a empresária. Já a auxiliar financeira Patrícia de Oliveira, de 22 anos, saiu mais cedo do trabalho e pegou dois ônibus, de Cotia até o hospital, que fica na Avenida Rebouças. "Sou fã há 11 anos dos Titãs, e já fui há 52 shows da banda", afirmou. Duas testemunhas do atropelamento do músico Marcelo Fromer, prestaram depoimento hoje, no 15.º Distrito Policial no Itaim Bibi. Seus nomes são Fábio Teixeira Lima, de 30 anos e Carla Regina Lopes Caldeira, de 32 anos. A polícia espera que novas testemunhas do atropelamento apareçam para dar informações, já que o acidente aconteceu no horário de pico e em lugar movimentado.

Agencia Estado,

12 de junho de 2001 | 23h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.