Posto 6 é boteco que subiu na vida

O Posto 6 é a prova definitiva de que os botecos subiram na vida. A denominação ´boteco´ - ou ´botequim´, como dizem nossos amigos cariocas - aliás, há muito tempo perdeu sua conotação original. Sinônimo de estabelecimento simples e quase caseiro no passado, os botecos de hoje têm infra-estrutura de primeira e são ´desencanados´ apenas da boca para fora - ou melhor, da cozinha para fora. Como tantos outros nascidos na cidade recentemente, o bar foi inspirado no Rio de Janeiro. Assim como Ipanema tem seu posto mais tradicional - conhecido lá como ´Pochxto´ 9 -, o ´Posto 6´ é símbolo de uma Copacabana distante e saudosa. No Rio, o local era também reduto de pescadores. Por isso, numa bem sacada homenagem, o nosso Posto 6 oferece sushis e sashimis fresquinhos. Mas espera aí: nós viemos aqui para beber ou para conversar? Então vamos ao chope do Posto 6, uma verdadeira maravilha. É Brahma, bem gelado e tem um colarinho perfeito. Os garçons não ficam colocando chopes na mesa e te obrigando a beber... mas depois de alguns goles você não vai se importar mais, e vai até acabar pedindo para eles fazerem isso. São várias opções: 200ml (R$ 2), 300ml (R$ 3) e caneca de 490ml (R$ 4,60). Boteco que se preze também tem que ter a famosa porçãozinha. Aqui a especialidade são os bolinhos de carne seca com mandioca (R$ 13,20). Quem preferir fechar os olhos e imaginar que está no Rio, deve pedir a lulinha à dorê (14,50). E quem estiver morrendo de fome deve exigir a picanha na chapa (R$ 24), que dá para umas três pessoas. Antigamente, juntar boteco e comida japonesa era uma heresia tão grande quanto pizza com catchup. Ainda bem que o Posto 6 não pensa assim, porque sushi com chope é ótimo (Combinado para duas pessoas: R$ 55). Mas se você acha que chope com peixe cru é um pouco demais, peça a caipirinha de saquê (R$ 8), que ameniza a dor na consciência. Só tome cuidado para a dor na consciência não virar ressaca na manhã seguinte.Posto 6 - Rua Aspicuelta com Mourato Coelho, Vila Madalena. Tel.: 3812-4342

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.