Porto Alegre é de novo a capital do teatro

A partir deste sábado e pelos próximos 15 dias Porto Alegre é a capital brasileira do teatro. Assim como acontece em Curitiba durante o mês de março, enquanto durar o 7º Porto Alegre em Cena todos os espaços culturais da cidade estarão voltados para a apresentação de 45 peças que integram o festival. Este ano, além das ruas, que já estão virando tradicionais palcos teatrais do festival, as igrejas também serão utilizadas com espaços cênicos.A encenação da peça Le Costume, do inglês Peter Brook, promete ser o clímax do evento, que conta ainda com a participação maciça da dramaturgia argentina e uruguaia, além do melhor da produção brasileira no último ano.A participação do encenador inglês era esperada desde 1999 pelos organizadores. "No ano passado ele viria ao festival de Buenos Aires e faria apresentações em Porto Alegre, mas teve problemas de saúde na família e cancelou a turnê pela América do Sul", explica Luis Paulo Vasconcelos, responsável pelas Artes Cênicas na Secretaria de Cultura de Porto Alegre. "Este ano ele me ligou dizendo que se sentia em débito com o Porta Alegre em Cena e que mandaria o grupo para se apresentar no festival, mesmo ele estando em turnê pela África."O grupo de Brook, Théâtre des Bouffes Du Nord, vai encenar uma história de adultério e vingança baseada no conto do jornalista sul-africano Can Themba, que lutou contra o apartheid e morreu no exílio em 1967. No elenco, quatro comediantes negros. No cenário, duas cadeiras, uma mesa e três peças de tecido.Outros destaques internacionais são o espetáculo italiano Barboni, da tradicional Companhia Pippo Delbono, que depois segue em turnê até São Paulo, e El Amante, de Harold Pinter, com a companhia uruguaia dirigida por Alberto Zimberg. Os argentinos do grupo El Periférico de Objetos trazem a peça Sin Voces, dirigida por Garcia Wehbi.Entre as montagens brasileiras do festival, participam algumas peças bastante elogiadas, como A Vida é Cheia de Som e Fúria, com a Sutil Companhia de Teatro de Curitiba. A peça narra um momento crítico da vida de Bob Fleming, um dono de loja de CDs que perde a namorada. Baseado no livro Alta Fidelidade, de Nick Horby, o espetáculo é cheio de referências à música pop.A Cia do Latão leva a Porto Alegre A Comédia do Trabalho, um texto ácido com críticas ao neoliberalismo e às mudanças nas relações de trabalho que ele tem provocado. Também serão apresentadas Anjo Duro, que marca a volta aos palcos de Berta Zemel, Boca de Ouro, de José Celso Martinez Corrêa, e A Boa de Aimar Labaki.Os ingressos estão à venda no Shopping Center Iguatemi de Porto Alegre, por R$5 para qualquer peça. A programação completa pode ser conferida no site do shopping, www.iguatemi-poa.com.br/main-frame.html7o Porto Alegre em Cena - De 16 a 30 de setembro. Ingressos R$5, Shopping Iguatemi, Av. João Wallig, 1800 e Shopping Praia Belas, Av. Praia Belas, 1181. Informações (51) 212-5979, ramal 209.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.