Poluição deforma budas do patrimônio da humanidade

As mais de 50 mil estátuas de Buda esculpidas nas célebres Grutas de Yungang, patrimônio mundial da humanidade segundo a Unesco, estão se deformando por causa da poluição, segundo uma pesquisa divulgada hoje.Uma equipe de especialistas encontrou nas grutas, situadas na província central de Shanxi, excesso de pó e de dióxido sulfúrico, procedente das indústrias e minas de carvão da região, informou a rádio estatal chinesa.Huang Jizhong, subdiretor do Instituto de Pesquisa sobre as Grutas de Yungang, explicou que o pó adere às estátuas e as corrói com a força do "sol, do vento e da chuva" juntos, por isso é essencial iniciar de imediato medidas de emergência para evitar a deformação total do patrimônio.A 16 quilômetros da cidade de Datong, as grutas são incrustadas em um precipício e abrigam Budas de pedra de entre dois centímetros e 17 metros de alto. Sua construção começou no ano 460 a.C. durante a Dinastia Wei e, durante quatro décadas, se talharam em nichos de pedra umas 100 mil estátuas coloridas nas mil grutas, embora muitas delas tenham sido roubadas e tiradas do país ao longo dos séculos.Não se trata das únicas covas artísticas no país asiático e, entre outras, destacam-se as Grutas de Longmen com suas 100 mil imagens de Buda esculpidas na pedra desde o século V de nossa era.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.