Divulgação
Divulgação

Policial diz que cantor Wyclef Jean não levou tiro

Segundo a polícia, cantor teria se cortado com um copo

Estadão.com.br,

22 de março de 2011 | 12h28

Um chefe da polícia haitiana desmentiu relato do cantor de hip hop Wyclef Jean, que afirmou ter sido atingido por um tiro na mão no último sábado, 19, informa nesta terça, 22, o site do semanário britânico NME.

 

O policial disse ter conversado com o médico que atendeu o músico, que confirmou que um copo quebrado causou o ferimento.

 

Wyclef Jean havia declarado que estava saindo do carro, depois das 23h, no bairro de Delmas, em Porto Príncipe, quando escutou disparos e notou que estava machucado.

 

Pessoas próximas a Jean confirmaram o incidente, mas o suposto atirador e indícios de tiros não foram encontrados.

 

O artista estava no país - atualmente ele vive nos Estados Unidos - para apoiar a candidatura de seu amigo e também cantor Michel Martelly à presidência. Jean ainda não comentou as declarações do policial.

Tudo o que sabemos sobre:
Wyclef JeanHaiti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.