Polícia turca apreende outro Picasso

A polícia da Turquia comunicou hoje ter apreendido outro quadro do artista Pablo Picasso, o nono, em um ano e meio, segundo informou a agência de notícias daquele país Anadolu.De acordo com o comunicado policial, emitido na cidade de Gaziantep, no sul do país, agentes que se fizeram passar por guardas de alfândega prenderam duas pessoas, Ali Soylemez e seu filho Mehmet, numa operação em que apreenderam uma obra descrita como "Mulher Nua". Eles foram detidos ao oferecer a pintura por US$ 1,5 milhões. Segundo o comunicado, atrás da pintura estava escrito em inglês que a obra havia sido vendida pelo Museu do Louvre de Paris ao Museu Nacional do Kuwait, em 1982. Na opinião da polícia a pintura é autêntica, apesar de não explicarem como ela possa ter chegado à Turquia, nem o fato de ter o carimbo "Recassio 1937".Esta é a mais recente obra de Picasso apreendida pela polícia na Turquia no último um ano e meio. Nenhuma destas obras que atualmente são expostas na Galeria de Arte de Ankara foram submetidas a provas de autenticidade. Anteriormente as autoridades comentaram a possibilidade de que as pinturas tenham sido roubadas de palácios durante a invasão iraquiana do Kuwait em 1990, mas que até agora nenhum dos supostos proprietários reclamaram nada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.